Home | Webmail | Contato
    Institucional
 :: Quem Somos
 :: Bispo 
 :: Endereços
 :: Eventos & Fotos
 :: Pedido de Oração
 
     Canais
 :: Notícias
 :: Mocidade
 :: Mulheres
 :: Criança Renovada
 :: Estudos
 :: Mensagens
 :: Mídia
 :: Bate-Papo
 

sábado, 17 de novembro de 2018  



Peça uma oração
e ore conosco

...........................................

Cadastre-se e receba
nossos informativos

...........................................


 
Mulheres > Estudos  
   

Seja sábia!


A mulher virtuosa não age pela emoção


Agência Unipress Internacional


Que tipo de sabedoria ou virtude poderia habitar em uma mulher que poderíamos chamar de “modelo”? A Bíblia quando fala da mulher sábia e virtuosa afirma que seu valor ultrapassa o de finas jóias. Quais seriam os quesitos para uma mulher ser considerada um exemplo? Seria a capacidade intelectual? O amor? A dedicação à casa? Aos filhos? Ao marido? O que realmente a diferencia da mulher sem Deus?

De acordo com Éster Bezerra, autora do livro “Finas Jóias”, essa sabedoria está na sua racionalidade, porque as suas decisões são tomadas de acordo com a fé inteligente, e não a emocional.

Estudos sobre as relações humanas mostram que o homem tende a ser mais racional, enquanto a mulher geralmente é mais emocional. Biblicamente falando, tem sentido, pois na tentação o diabo não investiu contra Adão, e sim contra Eva.

“Por ser ela uma criatura mais fragilizada às emoções. Satanás percebeu a fraqueza da primeira mulher e, por isto, ele a tentou! Utilizou-se apenas da palavra de dúvida para estimular a curiosidade. E esta, uma vez concebida, levaria imediatamente Eva a desobedecer a Deus”, afirma Éster Bezerra.

Para ela, o caráter emotivo é característica marcante nas crianças, pois elas agem movidas apenas por sentimentos momentâneos. Por isso, não podem ficar sozinhas e as suas ações precisam ser vigiadas, sempre. A mulher sábia não age assim. Ela é virtuosa e os seus pensamentos estão de acordo com os pensamentos de Deus. Antes de agir, ela medita, pesa, avalia as suas atitudes.

No livro, ela fala a respeito do casamento mal sucedido devido à decisão tomada pela emoção. “Infelizmente muitos casamentos são realizados baseados na emoção. Mas quantos subsistem? A Palavra de Deus nos adverte quanto aos enganos do coração: `Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?´ (Jeremias 17.9)”

Enquanto a mulher sábia e racional, edifica a sua casa, a mulher insensata e emotiva, com as próprias mãos a derruba.

Fonte: Arca Universal

Autor: Agência Unipress Internacional

Outros Estudos
O Sacerdócio no lar
 
© 2004 - Copyright - Igreja Evangélica Renovada